Zézé Camarinha pediu apoios ao Estado por cessação de actividade nas praias. Vários municípios algarvios decidiram fechar o acesso às praias.

A medida tem como objectivo evitar o contacto social mas há empresários para quem isto também significa o fim do contacto amoroso.

É o caso de Zézé Camarinha, questionou “e agora quem é que me indemniza? Os aviões não trazem as bifas, as praias estão desertas e António Costa não teve uma palavra de apoio para o sector”, lamentou o senhor.

Nota: Este é um artigo de carácter humorístico/satírico com o objectivo de fazer rir. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade. É meramente ficcional.