Ter poucos amigos é sinal de inteligência, comprova estudo. Se te consideras anti social ou com poucos amigos, sem stress. Segundo os investigadores NormanLi e Satoshi Kanazawa, bem como a sua equipa, ter poucos amigos pode ser mesmo sinal de uma maior inteligência.

O estudo publicado no British Journal of Psychology foi desenvolvido num período de longos anos e procurou analisar uma grande variedade de adultos, com idades compreendidas entre os 18 e os 28 anos de idade.

Os investigadores chegaram à conclusão que as pessoas que mais socializavam eram de facto as mais felizes. Ainda assim, a excepção eram aqueles que possuíam maior inteligência, que não mostraram o mesmo nível de prazer relacionado com essas questões sociais.

“Os indivíduos mais inteligentes experimentaram uma menor satisfação com a vida e socialização frequente com amigos”, apontam os pesquisadores.

Uma das principais razões, reside no facto de as pessoas inteligentes terem maior tendência para se concentrarem mais em projectos de longo prazo, deixando então a socialização para segundo plano.

Para além disso, há que afirme que os seres humanos têm evoluído para além de uma espécie “caçadora-coletora” e que, ao socializarem menos – como fazem as pessoas mais inteligentes – podem adaptar-se melhor à vida moderna.

Partilha