Sexualmente atraída por objetos, uma jovem decidiu casar com uma mala. Rain Gordon deixa-se atrair a nível amoroso e sexual por objetos. Ela casou com uma pasta, que batizou de ‘Gideon’, numa cerimónia oficializada por um amigo, em junho deste ano.

Em agosto de 2015, ela comprou o seu “marido” numa loja de ferragens.
O jornal Mirror, relata que o “relacionamento entre a mulher e a mala tornou-se oficial uns meses depois, em novembro.

Rain, confessa que “Acredito no animismo, seja, em que tudo tem vida. Tivemos o nosso primeiro abraço e o primeiro beijo, e passámos mais tempo juntos todas as noites. Podíamos ter conversas filosóficas durante três/quatro horas”.

Sexualmente atraída por objetos

A mala é para ela “um marido, um amigo e um conselheiro”, admitindo que considera os objetos “melhores do que as pessoas”.

“Embora o casamento não seja oficialmente legal, fiquei feliz por saber que o nosso relacionamento evoluiu. Gostava que as pessoas fossem mais compreensivas. Não julguem as pessoas por algo que não percebem”, disse a jovem.

O que pensar?