Um químico em frigideiras anti-aderentes faz o “abono de família” ficar mais pequeno.

A exposição a altos níveis de compostos perfluorados (PFC, na sigla em inglês), presentes em químicos usados em frigideiras anti-aderentes, pode estar relacionado com as hormonas masculinas levando a que os respectivos “abonos de família” sejam mais pequenos e menos grossos.

A conclusão foi feita pelos investigadores da Universidade de Pádua, em Itália, num estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism.

Este acontecimento pode acontecer ainda dentro da barriga da mãe ou durante a adolescência. Os químicos, presentes também em roupa à prova de água e papel vegetal para comida, entram na corrente sanguínea e reduzem os níveis de testosterona.

Os investigadores  analisaram o “abono de família” de 383 homens com uma idade média de 18 anos e descobriram que jovens que cresceram em áreas poluídas com PFC têm o pénis 12.5% mais curtos e 6.3% menos grossos do que o habitual.

FONTESabado
Partilha