Uma PSP foi suspensa após atirar gás-pimenta a casal que estava a ter relações na rua. Foi instaurado um processo disciplinar à mulher ficando esta suspensa de funções, após decisão de um inspetor da Polícia de Segurança Pública.

A mulher apresentou recurso, mas o mesmo foi negado pelo diretor nacional da PSP.

A agente da PSP, encontrava-se em funções no Comando Metropolitano de Lisboa e ficou suspensa durante 60 dias após o uso de gás-pimenta contra os olhos do casal que estava a ter relações em plena via pública.

Tudo sucedeu em setembro de 2020, numa altura em que a agente da PSP prestava serviço na Polícia Municipal da capital.