Na escola primária da aldeia, a professora sai da sala para ir tirar fotocópias.

A turma aproveita a destruir a sala por completo. Cadeiras, mesas, armários, tudo pelo ar. Quando a professora entra, grita:
– Tudo quieto!

Os alunos sossegam de imediato e a professora questiona-os:
– Quem partiu a cadeira?

– Eu, diz o Manelinho.

– Uma semana suspenso!!! – diz a professora que ao ver mais estragos pergunta:

– Quem partiu esta mesa?

– Fui eu professora!! – diz o Zequinha.

– Vais ficar um mês suspenso! – diz a professora.

– E tu Joãozinho, que fizeste tu? Também fizeste asneiras? – pergunta a professora.

– Nada professora, só mandei ramos de oliveira pela janela.

– Muito bem menino, isso é que é exemplar, os teus colegas deviam aprender do teu comportamento…

Meia hora depois batem à porta. Entra um rapaz todo roto, escalavrado, irreconhecível…

Vendo isto, a professora estupefacta, pergunta:
– Quem és tu, menino?

– Sou o Ramos de Oliveira, sra. professora.

Partilha