Cientistas descobriram que pessoas carentes tendem a dormir mais. As pessoas que dormem muito pouco durante a noite ficam irritadas o dia inteiro. Quer dizer, as pessoas normais sentem-se assim.

Segundo uma reportagem do Wall Street Journal, cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, identificaram uma espécie de “elite dos sem dormir”, um restrito grupo de pessoas que consideram o sono um desperdício de tempo.

Ao invés de ficarem cansados e mal-humorados, estes indivíduos são enérgicos, otimistas e contentam-se com apenas quatro ou cinco horas de descanso por noite. E o melhor é que, em geral, pessoas deste grupo tendem a ser mais magras, a ser capazes de manter dois empregos e a viver sem necessidade de cafeína e energéticos.

Quando a origem da carência é um problema de auto-estima, com origens no passado, decorrente da criação, o problema é mais sério e exige ajuda profissional.

Também vais gostar destes:
Será que sofres de uma condição chamada “Clinomania”, causada por uma obsessão em dormir o tempo todo?
Pessoas que gostam de dormir pouco são mais magras e felizes, afirma estudo.

Quando é situacional, como um término de relacionamento, é possível sair dessa sozinho, com o tempo. “Uma dose de sofrimento e carência é natural e até saudável. Mas se durar demais e prejudicar a pessoa, é preciso procurar ajuda“, diz Ailton Amélio.