Um mulher fez de conta que é cega para não ter de cumprimentar outras pessoas. A história da espanhola Carmen Jiménez vai mostrar para os mais anti-sociais que ninguém como ela tem tanta aversão de interação humana como ela.

Jiménez esteve 28 anos da sua vida a fingir ser cega só para não precisar cumprimentar as pessoas.

A história que ela contou para todos foi a de que sofreu uma lesão séria nos olhos e acabou por perder a visão.

Actualmente, 57 anos de idade, Jiménez disse que ela nunca ficou cega, deixando os seus familiares e amigos boquiabertos. Alguns já tinham desconfiado de que algo não estava bem sobre a história da sua cegueira e o próprio marido surpreendia-se com o facto de que, mesmo cega, a esposa conseguia-se na perfeição.

“Eu estava cansada de encontrar as pessoas na rua e parar para dizer olá, eu nunca fui uma pessoa sociável e, fingindo ser cega, eu era capaz de evitar muitas responsabilidades sociais”, disse ela, em declaração publicada no Oddity Central.

Esta simulação, além de deixar Jiménez mal vista com os seus amigos e familiares, vai trazer problemas legais também, pois o facto de se ter declarado cega fez com que recebesse benefícios financeiros.

Partilha