Um homem não conseguiu provar em tribunal estar vivo. Ele foi dado como morto e ficou a saber que legalmente assim irá continuar, ainda que esteja vivo e bem de saúde.

Constantin Reliu foi declarado morto pela esposa após desaparecer da sua casa, na Roménia, durante 25 anos. Veio a saber-se que afinal o homem esteve todo este tempo a viver na Turquia!

O homem não consegue agora que dar-se como legalmente vivo, devido ao tempo para mexer na papelada ter expirado.

Desde que foi para a Turquia em 1992, ele não teve contacto com a família que assumiu que o homem morreu e a sua mulher acabou por declará-lo como morto no ano de 2016.

Constantin Reliu, de 63 anos, acabou por ser deportado o depois de ter sido encontrado a viver ilegalmente na Turquia, tendo retornado a sua casa na cidade de Vaslui:

“Estou oficialmente morto, apesar de estar vivo. Não tenho fonte de rendimento e como fui dado como morto, não posso fazer nada”, disse o homem.

Ele pretende agora regressar legalmente à Turquia, para que possa controlar os negócios que se encontrava a gerir.