Um estudo aponta a extinção dos homens e um mundo dominado por mulheres, revela a investigadora australiana Jennifer Graves.

Numa palestra na Academia Australiana de Ciência: “O Declínio e a Queda do Cromossoma Y e o Futuro do Homem”, ela previu que tal aconteça dentro de cinco milhões de anos, justificando tal com o desaparecimento do cromossoma Y é “um acidente evolutivo”.

Jennifer Graves disse que o cromossoma y é mais frágil comparativamente ao X, já que há três milhões de anos tinha cerca de 1400 genes e hoje apenas 100, sendo que a tendência é para diminuir e desaparecer no futuro.