Em Londres existe um velho barbeiro…Um dia, um florista foi cortar o cabelo e no fim, quando ia para o barbeiro diz:
– Desculpe, não vou aceitar o seu dinheiro. Eu fiz um serviço à comunidade.

O Florista ficou contente e saiu. No dia seguinte, ao chegar à loja, o barbeiro encontrou uma dúzia de flores e um cartão que dizia: “obrigado”.

Um dia, um polícia vai lá cortar o cabelo. Depois do corte e quando ia pagar, acontece a mesma coisa e o barbeiro diz:
– Desculpe, não vou aceitar o seu dinheiro. O que fiz foi um serviço à comunidade.

O polícia ficou contente e foi-se embora. Na manhã seguinte, ao chegar à loja, o barbeiro encontrou uma dúzia de doughnuts e um cartão que dizia: “obrigado”.

Um dia, um português vai lá cortar o cabelo. Depois do corte, quando vai pagar, o barbeiro diz:
– Desculpe, mas não posso aceitar o seu dinheiro. O que fiz foi um serviço à comunidade.

O português ficou contente e foi-se embora. Na manhã seguinte, ao chegar à loja, adivinha o que o barbeiro encontrou à porta…

Vá lá… adivinha!

Vá!

Vá!

Vá!

Pensa como um português!

O barbeiro encontrou uma dúzia de portugueses à espera para cortar o cabelo!!!

Partilha
Partilha