Estavam umas crianças a brincar no pátio da igreja por altura do Natal.

Às tantas um deles sem querer esbarra num dos bonecos do presépio e parte-o.

Depois de um tempo chega o padre e quando o boneco partido, diz:
– Quem é que partiu o pastor?

Todos ficam em silêncio até que depois de muita insistência o culpado se acusa. O Padre diz de imediato:
– Tens de pagar o que partiste.

E responde o menino:
– Eu não tenho dinheiro, padre.

– Pagam os teus pais, ora essa – diz o padre.

Responde menino
– Eu já não tenho pais.

E o Padre:
– Então não tens ninguém? És sozinho no mundo?

Responde a criança:
– Não! Eu tenho uma irmã mais velha.

O Padre:
– Pronto paga ela.

E responde ele:
– Ela também não pode pagar, não tem dinheiro. É freira…

Corrigindo o menino, diz o Padre:
– Não se diz freira, diz-se esposa de Cristo.

E finaliza o menino:
– Ah! Então o meu cunhado que pague…

Partilha