A porta-voz do Sindicato de Mulheres da Vida, enviou uma carta ao primeiro ministro, em nome de todas as restantes, a perguntar quando é que podem retomar a atividade.

Na carta criticam a desvalorização do sector que caíu no esquecimento , querem também respeito por uma das profissões mais antigas do mundo.

As mulheres alegam estar quase “virgens outra vez” e exigem uma resposta rápida do governo.

Nota: Este é um artigo de carácter humorístico/satírico com o objectivo de fazer rir. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade. É meramente ficcional.