Candidata do PS “caçada” no Alentejo com canábis. Cláudia almeida, candidata à junta de freguesia de Mértola e o marido foi apanhada pela GNR por tráfico de droga, ou seja, com sete plantas de canábis junto à casa onde residiam.

A candidata e o marido acabaram preso e as plantas foram apreendidas. Ambos acabaram por sair em liberdade após serem constituidos arguidos arguido. Ela deu a sua palavra de honra que “as plantas estavam nuns quintais próximos” dos quais não são proprietários e que “o caso tem motivações políticas”.